13:26 22 Abril 2019
Ouvir Rádio
    O agente do SBU

    Serviço de Segurança da Ucrânia tortura os detidos

    © AFP 2019 / KIRILL KUDRYAVTSEV
    Mundo
    URL curta
    112

    Esta informação foi tornada pública no diário britânico The Times. De acordo com o secretário-geral adjunto das Nações Unidas para os direitos humanos, Ivan Simonovic, "o desrespeito dos direitos humanos" de Kiev se tornou sistemático e este problema precisa de ser urgentemente resolvido.

    O SBU detém e tortura suspeitos opositores do governo, bem como aqueles que simpatizam com as repúblicas autoproclamadas de Donetsk e Lugansk no sudeste da Ucrânia.

    A delegação da Subcomissão das Nações Unidas para a Prevenção da Tortura (SPT, na sigla em inglês) visitou a Ucrânia em maio, para inspecionar os locais de detenção.

    Kiev lançou uma operação militar no Sudeste da Ucrânia em abril de 2014, depois que os moradores locais se recusaram a reconhecer as novas autoridades ucranianas chegadas ao poder.

    Depois de referendos realizados em maio de 2014, as regiões de Donetsk e Lugansk se autoproclamaram repúblicas populares.

    Em fevereiro de 2015, foi assinado um acordo de paz entre as partes ucranianas em conflito na capital bielorrussa Minsk. No entanto, apesar do acordo, as hostilidades continuam.

    Mais:

    Ucrânia viola direitos dos habitantes da Crimeia, afirma ONU
    Rússia: ONU subestima número de vitimas civis na Ucrânia
    Conselho de segurança da ONU realizará reunião dedicada à situação humanitária na Ucrânia
    Tags:
    agentes, prisão, torturas, Serviço de Segurança da Ucrânia (SBU), Leste da Ucrânia, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar