11:16 26 Junho 2019
Ouvir Rádio
    O candidato à presidência dos EUA pelo Partido Republicano, o bilionário Donald Trump

    Será que batalhas entre Trump e Clinton podem levar à prisão?

    © AFP 2019 / ANDREW CABALLERO
    Mundo
    URL curta
    132

    O candidato à presidência dos EUA pelo Partido Republicano, o bilionário Donald Trump, acredita que a sua oponente do Partido Democrático Hillary Clinton deve ir para a prisão.

    A agência norte-americana The Hill comunica que Trump respondeu a uma série de declarações por parte de Clinton que acusou Trump de ter “ ideias perigosamente incoerentes, que mais se parecem com um conjunto de tiradas estranhas, ajustes de contas pessoais e mentiras descaradas”.

    Trump lembrou o escândalo da correspondência confidencial de Hillary Clinton quando esta ocupava o cargo de secretária de Estado, que segundo Trump, a torna “extremamente culpada”.

    “O fato de as autoridades atuais lhe permitirem participar desta corrida – é uma vergonha para os EUA, é uma vergonha para a nossa nação”, concluiu ele.

    O escândalo surgiu quando se verificou que Hillary Clinton, em 2009-2013, tinha enviado correspondência individual e oficial através do seu e-mail pessoal, que não era protegido. Segundo os analistas, isto lhe permitiu que a correspondência não fosse sujeita ao controlo do governo, controlo que é obrigatório para os altos funcionários. É possível também que o correio eletrônico dela pudesse ter sido invadido por hackers. O FBI (Agência Federal de Investigação) ainda não tomou nenhuma decisão sobre esta situação.

    De acordo com uma recente pesquisa divulgada pelo jornal The Wall Street Journal e pela rede de televisão NBC, Hillary Clinton está com 46% de apoio do eleitorado dos EUA, contra 43% de Donald Drump.

    As eleições presidenciais nos EUA estão marcadas para 8 de novembro deste ano.

    Mais:

    Clinton: Trump não está suficientemente qualificado para ser presidente
    Obama ironiza com campanha eleitoral de Hillary Clinton
    Tags:
    declarações, funcionários públicos, crítica, corrida eleitoral, eleições, Donald Trump, Hillary Clinton, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar