08:32 12 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Funcionários da organização Médicos Sem Fronteiras tratam a pessoa contaminada com ebola na sua facilidade em Kailahun, Serra Leoa, agosto de 2014

    OMS: transmissão do vírus ebola na Guiné chega ao fim

    © AFP 2017/ CARL DE SOUZA
    Mundo
    URL curta
    0 11

    A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou nesta quarta-feira o fim da transmissão do vírus ebola na Guiné, que entra agora em um período de 90 dias de “elevada vigilância”, informa comunicado da organização.

    Depois de 42 dias (duas vezes o período máximo de incubação) sem um novo caso de ebola, a OMS elogiou “o governo da Guiné-Conacri e o seu povo” pela ação de combate à doença, ao declarar o seu fim.

    Segundo a agência das Nações Unidas, durante o último surto da doença no país, foram registrados sete casos confirmados e três prováveis de ebola, no período de 17 de março a 6 de abril. Mais três casos foram confirmados em uma mulher e seus dois filhos que viajaram da Guiné para a Libéria.

    A epidemia de ebola na África Ocidental começou em dezembro de 2013 na Guiné-Conacri e deixou mais de 11.300 mortos neste país, em Serra Leoa e na Libéria.

    No dia 29 de março, a OMS anunciou que a epidemia, a mais grave desde a identificação do vírus em 1976, já não representava uma “emergência de saúde pública de âmbito internacional”, como tinha declarado em agosto de 2014, informou Agência Brasil. 

    Mais:

    Rússia apresenta oficialmente duas vacinas contra o Ebola
    OMS: fim da transmissão do ebola na Guiné
    Putin: Rússia registrou a mais eficiente vacina contra Ebola produzida até o momento
    Médicos sem fronteiras: Libéria está livre do ebola
    Tags:
    ebola, OMS, África Ocidental, África, Guiné, Guiné-Conacri
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik