22:23 11 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    A construção da ponte que ligará a península de Crimeia e a região de Krasnodar através do estreito de Kerch, ilha Tuzla, Rússia, 18 de março de 2016

    ‘Espanha não aceita nem aceitará adesão da Crimeia à Rússia’

    © Sputnik / Mikhail Klimentyev
    Mundo
    URL curta
    49752
    Nos siga no

    O governo da Espanha não aceita nem nunca aceitará a adesão da Crimeia à Rússia, declarou nesta segunda-feira o ministro interino de Relações Exteriores da Espanha, José Manuel García Margallo na inauguração da Conferência Internacional de Diplomacia Preventiva, na cidade espanhola de Alicante.

    “A Espanha não aceita nem aceitará a adesão da Crimeia à Rússia, que foi fruto de uma operação unilateral que em nossa opinião é contrário ao direito internacional”, assegurou o chanceler.

    O ministro lembrou que a Espanha, aproveitando sua presidência no Conselho de Segurança, em outubro, conseguiu que fosse aprovada uma declaração na qual o princípio de integridade territorial “se consagra como o princípio básico para manter a paz e a estabilidade internacional com exceção de três hipóteses: colônias, territórios ocupados militarmente e territórios nos quais não são respeitados os direitos fundamentais dos cidadãos.”

    “Estamos sendo extraordinariamente consistentes nessa questão e isso explica nossa posição a respeito de Kosovo, na qual não somos maioria. Somos apenas cinco países que mantemos o princípio de integração territorial”, disse o diplomata espanhol, que completou: “a consistência e a coerência internacionais são uma das normas de ouro da política exterior espanhola.”

    Mais:

    Rússia planeja testar novos tipos de aeronaves na Crimeia
    Blindados ucranianos se concentram perto da Crimeia
    Crimeia sobrevive apagão
    Tags:
    integridade territorial, reintegração, Espanha, Crimeia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar