08:52 11 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Homem segura a bandeira do Partido de União Democrática (PYD) dos curdos sírios

    Rússia: nossos parceiros admitem a necessidade de incluir curdos nas negociações

    © AFP 2018 / Louisa Gouliamaki
    Mundo
    URL curta
    0 51

    Os parceiros da Rússia admitem a necessidade de inclusão dos curdos nas negociações sírias, mas ninguém aponta prazos concretos, disse nesta segunda-feira o vice-ministro das Relações Exteriores russo, Gennady Gatilov.

    "Uma questão, para qual chamamos atenção mais de uma vez, é a ausência dos curdos nas negociações. Os curdos são uma força real, política e militar. Eles controlam uma parte significativa do território, eles realizam ações ativas contra o Daesh e outros grupos terroristas. Por isso, ignorar eles seria simplesmente errado", disse Gatilov aos jornalistas em Roma. 

    Ele destacou que, tanto o enviado especial da ONU para Síria, Staffan de Mistura, quanto os parceiros norte-americanos, reconhecem a necessidade de inclusão dos curdos no processo de negociações. 

    "O problema é saber quando eles serão incluídos. Isso os nossos parceiros não dizem. Ele falam que isso deve acontecer na próxima etapa das negociações, mas ninguém cita prazos concretos. No entanto, sem os curdos, é impossível tomar qualquer decisão política", concluiu o vice-ministro russo.

    Mais:

    Conselho Nacional Curdo participará na criação da Constituição síria
    Líder curdo: libertação de Raqqa é 'vital' para os interesses dos curdos sírios
    Oposição interna da Síria insiste na participação de curdos nas negociações em Genebra
    Curdos não reconhecerão resultados de Genebra se seus interesses forem ignorados
    Tags:
    negociações de paz, terrorismo, curdos, Daesh, Staffan de Mistura, Gennady Gatilov, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik