05:16 15 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    12877
    Nos siga no

    Rússia será obrigada a reagir à instalação do escudo antimísseis dos EUA na Romênia, declarou o presidente da Rússia, Vladimir Putin, nesta sexta-feira em Atenas, depois de se reunir com o chefe de governo grego.

    “O impacto é negativo. Não pode ser de outra forma, porque os Estados Unidos, há um certo tempo, saíram de modo unilateral do Acordo de Defesa Antimísseis e, em sua essência, começaram a deteriorar as bases fundamentais da segurança internacional”, disse Putin.

    Ele adicionou que mais uma passo foi feito e lembrou que a Rússia, desde o início dos anos 2000, repete como um “mantra” o mesmo aviso: “Seremos obrigados a reagir de alguma forma”. 

    “Ninguém está nos ouvindo. Ninguém quer realizar negociações conosco. Não conseguimos ouvir nada, além de frases genéricas. As frases genéricas informam que isso está sendo feito contra a Rússia, que isso não ameaça a segurança da Rússia. Recordarei que, desde o início, se falava sobre evitar as ameaças da parte do Irã, se tratava do programa nuclear iraniano. Onde está o programa nuclear iraniano agora? Ele não existe mais. Os próprios Estados Unidos foram os organizadores da assinatura de um acordo com o Irã. A ameaça nuclear iraniana não existe mais, porém mais uma região de defesa antiaérea dos EUA está sendo criada na Romênia”, concluiu Vladimir Putin.

    Mais:

    Putin: Rússia, EUA e Turquia precisam superar contradições para derrotar o terrorismo
    Três caças se encontraram com Putin na Grécia
    Visita de Putin à Grécia pode melhorar diálogo sobre Síria, segundo Tsipras
    Putin propõe zona de cooperação 'do Atlântico ao Pacífico'
    Tags:
    escudo antimísseis, EUA, Romênia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar