18:22 13 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    6301
    Nos siga no

    A Força Aeroespacial russa intensificou, desde 20 de maio, os ataques contra locais de produção ilegal de petróleo na Síria, disse o Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia.

    A aviação russa aumentou o número de missões contra locais de produção de ilegal petróleo e rotas de contrabando deste combustível na Síria a partir de 20 de maio, disse o chefe da Direção Operacional Geral do Estado-Maior da Rússia, tenente-general Sergei Rudskoy.

    Segundo o militar russo, Moscou e Washington acordaram que é necessário diminuir o potencial econômico dos terroristas da Frente al-Nusra e do Daesh.

    "A discussão foi realizada por um grupo de melhores especialistas. Desde 20 de maio intensificamos os ataques aéreos contra locais de produção ilegal de petróleo e rotas de contrabando para a Turquia", disse Rudskoy.

    O militar russo afirmou que, além de pedidos de não atacar as posições da Frente al-Nusra, algumas unidades da qual pertencem à chamada oposição moderada, os parceiros norte-americanos não deram quaisquer passos decisivos.

    Ao mesmo tempo, a Frente al-Nusra continua recebendo grandes volumes de armas todos os dias.

    "É óbvio que o grupo terrorista Frente al-Nusra que opera nas províncias de Aleppo e Idlib, é o maior obstáculo para a futura continuação do cessar-fogo e processo de reconciliação no norte da Síria", disse Rudskoy.

    Além disso, a artilharia turca continua fazendo fogo contra as comunidades e posições da milícia curda na Síria, acrescentou o general russo.

    Os terroristas continuam atacando Damasco e tentaram bloquear a estrada que liga Aleppo e várias outras cidades.

    Ao mesmo tempo, 60 grupos armados na Síria afirmaram que se juntam ao cessar-fogo. Assim, a situação na Síria melhorou muito, a intensidade das ações militares baixou e os civis começaram a voltar para as suas casas.

    Há que lembrar que, recentemente, o embaixador sírio na Rússia Riad Haddad disse que a Força Aeroespacial russa praticamente barrou o contrabando de petróleo vindo da Síria para a Turquia.

    Tags:
    terroristas, instalações, ataques aéreos, Daesh, Frente al-Nusra, Sergei Rudskoy, Rússia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar