07:29 19 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Caça F-35 Lightning II da Lockheed Martin

    Testes operacionais finais do F-35 são adiados até 2018

    © AFP 2019/ Evert-Jan Daniels
    Mundo
    URL curta
    482

    Testes finais do novo modelo do caça-bombardeiro “invisível” da quinta geração F-35 são adiados para 2018, informa a edição Defence News, referindo-se a um representante de Pentágono.

    Anteriormente técnicos militares pretendiam realizar testes finais e apresentar o novo modelo da aeronave pronto para entrega em agosto ou setembro de 2017.

    "Tínhamos que reavaliar o andamento do processo de testes operacionais. De acordo com a situação atual temos combinado que isso ocorra, provavelmente, em 2018", disse o representante do Departamento da Defesa estadunidense Frank Kendall, citado pela mídia.

    De acordo com ele, os militares estavam pensando em meados de 2017, porém "ficou claro que isso não ocorrerá".

    Foi planejado, que a equipe de especialistas militares do programa da avaliação dos testes operacionais IOT&E iniciem a testar em agosto de 2017 as 23 aeronaves completamente carregadas, com vistas de obter confirmação decisiva de que o F-35 está pronto para ser usado nas operações de combate, antes de começar a fabricação em massa destes aviões, informa Defence News. Agora a equipe adiou o início dos testes para janeiro ou fevereiro do ano posterior (2018), diz o artigo.

    Este maio o Pentágono assinou o contrato com a produtora dos aviões, Lockheed Martin, para compra de 13 caças-bombardeiros F-35 no valor total de 1,3 bi de dólares. O acordo deve ser realizado em dezembro de 2019.

    O desenvolvimento do F-35 Lightning II já custou a Lockheed Martin em torno de 1,5 trilhão de dólares (inclusive custos da inflação). O programa é considerado o mais caro de toda a história das armas. Houve vários relatos sobre problemas da aeronave, causando inúmeros atrasos de no mínimo sete anos e superfaturando obras por centenas de bilhões de dólares. O presidente do Comitê para Assuntos Militares do Senado dos Estados Unidos, John McCain, chamou o projeto de "um escândalo e um desastre", anotando que os atrasos na entrega as forças armadas do país prejudicam a combatividade de todos os ramos destas.

    Mais:

    Rasmussen: F-35 para proteger-se da Rússia
    Pentágono compra novos aviões F-35
    Caça F-22 pode se tornar caro demais para os EUA
    Será que o novo F-35 pode conter a Rússia?
    Rússia e EUA iniciam corrida por caça de sexta geração
    Tags:
    Bombardeiro, caça, F-35 Lightning II, Pentágono, Lockheed Martin, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar