07:21 16 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Foto de arquivo (abril de 2010): antes da cerimônia da iniciação de construção do gasoduto Corrente do Norte

    Rússia defende diversificação do transporte de energia na Europa

    © AP Photo / Dmitry Lovetsky
    Mundo
    URL curta
    0 61

    A Rússia defende a diversificação do transporte de energia para garantir a solidez dos fornecimentos e fortalecer a segurança energética europeia, disse o presidente russo Vladimir Putin.

    "Sempre defendemos a diversificação dos modos de transporte de energia, o que irá melhorar a solidez dos fornecimentos e, portanto, a segurança energética europeia no seu todo", disse Putin num artigo publicado no jornal grego Kathimerini antes da sua visita à Grécia em 27-28 de maio.

    A viagem planejada para a Grécia será a quarta para Putin, depois das visitas em 2001, 2006 e em 2007.

    South Stream (Corrente do Sul)

    Cabe mencionar que a construção do gasoduto South Stream (Corrente do Sul) permitiria evitar os riscos geopolíticos que o transporte de gás via Ucrânia apresenta, tendo em conta a situação instável no país.

    O gasoduto South Stream foi suspenso pela Bulgária a pedido da Comissão Europeia em junho de 2014. A construção do gasoduto Corrente do Sul foi abandonada definitivamente em dezembro de 2014 devido à postura pouco construtiva da União Europeia em relação à realização do projeto.

    Nessa altura foram avançados planos de substituir o South Stream pelo Turkish Stream (Corrente Turca).

    Em outubro de 2014, decidiu-se aumentar a capacidade do gasoduto Turkish Stream para 19 bilhões de metros cúbicos de gás por ano.

    Mas, no dia 26 de novembro de 2015, a Rússia suspendeu uma série de projetos de investimento e acordos comerciais com a Turquia, incluindo o gasoduto, por causa do abate de um avião russo Su-24 por um caça turco.

    Blue Stream (Corrente azul)

    O Blue Stream é um gasoduto submarino entre a Rússia e a Turquia, através do Mar Negro, ligando a costa russa do Mar Negro e o território asiático da costa do Mar Negro da Turquia.

    Os fornecimentos comerciais de gás natural russo através do Blue Stream para a Turquia começaram em fevereiro de 2003.

    Nord Stream (Corrente do Norte)

    É um gasoduto para transporte de gás natural em alto mar desde Vyborg na Rússia até Greifswald na Alemanha. Esta obra, promovida pela Rússia e Alemanha, é objeto de controvérsia política, ambiental, e de problemas de segurança em países como Suécia, Polónia e os Estados bálticos, que favorecem as alternativas terrestres.

    O projeto de um segundo gasoduto conjunto da Rússia e de várias empresas europeias, o Corrente do Norte 2 deverá levar o gás russo, através do mar Báltico, até à costa alemã. O gigante energético russo Gazprom planeja realizar o projeto até finais de 2019.

    O projeto prevê a utilização do gasoduto original Nord Stream em 86% da rota até se ramificar, podendo garantir o fornecimento anual de 55 bilhões de metros cúbicos de gás.

    Não obstante a oposição de vários Estados da União Europeia, alguns outros, inclusive a Polônia, Letônia, República Tcheca e Alemanha, apoiam a construção deste último gasoduto, por considerarem que ele poderá trazer mais benefícios para os membros da UE e a garantir segurança energética ao bloco dos 28 países.

    Mais:

    Putin propõe zona de cooperação 'do Atlântico ao Pacífico'
    Putin: PIB da Rússia registra recuperação sustentável
    Putin anuncia prontidão da Rússia para cooperação global
    Tags:
    Blue Stream, Nord Stream-2, South Stream, Vladimir Putin, Europa, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar