12:59 11 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Militares russos

    Rússia pronta para criar frente internacional antiterrorista

    © Sputnik/ Ilya Pitalev
    Mundo
    URL curta
    172

    A Rússia esta pronta a participar na criação de uma frente internacional antiterrorista na base dos princípios de interação, direitos iguais e não ingerência, com o papel principal da ONU, disse hoje em Grozny (Chechênia) o secretário do Conselho da Segurança da Rússia, Nikolai Patrushev.

    Patrushev falava na abertura da sexta cúpula internacional de altos responsáveis pela segurança global.

    “Estamos convencidos de que a criação de uma ampla frente antiterrorista na base dos princípios do Direito Internacional, com o papel principal da ONU, respeita os interesses de todos os países participantes da nossa cúpula”, disse Patrushev.

    “A Rússia, por seu lado, está pronta para este trabalho conjunto na base da cooperação de direitos iguais, com o respeito da soberania e integridade territorial dos países, observação do princípio de não ingerência nas suas relações interiores”, assinalou o secretário do Conselho da Segurança da Rússia.

    Apesar disso, segundo ele, não se deve menosprezar as ameaças do lado dos terroristas, que retornam das zonas de guerra para os seus respectivos países.

    “Até hoje, a troca das informações entre os países do mundo não está suficientemente desenvolvida. Precisamos o controlo eficaz das ameaças que mudam logo, na área da migração e do trabalho dos órgãos  de segurança”, disse o secretário do Conselho da Segurança da Rússia.

    Lembramos que a Europa enfrenta a maior crise migratória desde a Segunda Guerra Mundial, causada, em primeiro lugar, pela série de conflitos armados e problemas econômicos no Oriente Médio e África do Norte. De acordo com a Frontex, em 2015, 1,8 milhão de migrantes chegou à União Europeia. A maioria deles foge através da Turquia para a Grécia e, em seguida, para os outros países da UE.

    A este respeito, Patrushev disse que "a fim de evitar o agravamento da crise migratória, para os nossos países é importante demonstrar vontade política e juntar os recursos diplomáticos”.

    Mais:

    Invasão da Zona Verde de Bagdá: Forças de segurança abrem fogo contra manifestantes
    Ministros afirmam: troca de governo não compromete sucesso e segurança dos Jogos Rio 2016
    Rússia reforça segurança no Mediterrâneo
    Tags:
    segurança coletiva, cúpula, antiterrorismo, Conselho de Segurança da Rússia, ONU, Nikolai Patrushev, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik