23:31 17 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Quarteto da Normandia: Vladimir Putin, Angela Merkel, Francois Hollande, e Pyotr Poroshenko.

    Putin, Poroshenko, Merkel e Hollande discutem Síria por telefone – Kremlin

    © AP Photo/ Alexander Zemlianichenko
    Mundo
    URL curta
    108

    Os líderes da Rússia, França, Alemanha e Ucrânia – Vladimir Putin, François Hollande, Angela Merkel e Pyotr Poroshenko (que juntos formam o chamado Quarteto da Normandia) – discutiram por conversa telefônica a situação de crise na Síria, informou nesta segunda-feira (23) o serviço de imprensa do Kremlin.

    “O presidente da Rússia Vladimir Putin teve uma conversa telefônica com a chanceler da Alemanha Angela Merkel, o presidente da França François Hollande e o presidente da Ucrânia Pyotr Poroshenko… Além disso, foram abordado alguns aspectos da situação de crise na Síria” – diz o comunicado.

    Na ocasião, os líderes dos quatro países também abordaram o tema do conflito no leste ucraniano, destacando a extrema importância da manutenção do regime de cessar-fogo e do aumento das funções da missão da OSCE naquela região.

    O Quarteto da Normandia foi formado por Rússia, Ucrânia, Alemanha e França na tentativa de achar uma solução para o conflito envolvendo a região de Donbass, no leste ucraniano, onde em abril de 2014 as autoridades de Kiev lançaram uma operação militar para reprimir movimentos independentistas. O confronto já deixou mais de nove mil mortos, segundo estimativas da ONU.

    Em fevereiro de 2015, os líderes do Quarteto da Normandia, chegaram a um acordo para um cessar-fogo após uma reunião em Minsk. O acordo foi firmado por Kiev e pelas milícias de Donbass.

    Desde 2011, a Síria está envolvida em uma guerra civil, com as forças do presidente Bashar Assad combatendo vários grupos de oposição — entre eles, grupos terroristas como a Frente Nusra e o Daesh.

    Em 27 de fevereiro, um acordo internacional apoiado por Rússia e Estados Unidos determinou a suspensão dos conflitos no país árabe, garantindo o envio de ajuda humanitária à população. O cessar-fogo, no entanto, não contempla grupos terroristas como Daesh e Frente al-Nusra, que seguem sendo atacados.

    Tags:
    telefone, crise síria, Kremlin, Pyotr Poroshenko, François Hollande, Angela Merkel, Vladimir Putin, França, Ucrânia, Alemanha, Rússia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik