02:41 27 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    122
    Nos siga no

    O representante do Departamento de Estado dos EUA, Mark Toner, disse que os EUA estão preocupados com a adoção de uma emenda na Constituição turca que retira a imunidade parlamentar a mais de 100 membros do parlamento.

    O Departamento de Estado considera que isso influenciará negativamente a liberdade de expressão na Turquia.

    Como diz Toner, os EUA vão continuar a "acompanhar de perto" o desenvolvimento da situação no que se refere à aprovação da nova emenda, que deve ainda ser promulgada pelo presidente da Turquia.

    "Se essa mudança resultar em redução do espaço de debate político, isso prejudicará a qualidade da democracia turca", disse o representante do Departamento de Estado norte-americano.

    O Parlamento turco aprovou na sexta-feira (20) uma lei que permite levantar a imunidade dos seus deputados. A favor da adopção da lei votaram 376 dos 550 deputados, nomeadamente do Partido da Justiça e Desenvolvimento da Turquia, apoiado pelo presidente Erdogan. Contra votou o Partido Democrático dos Povos, que considera que a maioria dos deputados pode ser privada de imunidade e processada em conexão com acusações das autoridades de apoiar o Partido dos Trabalhadores do Curdistão, proibido na Turquia.

    Mais:

    Quanto a UE está disposta a pagar para que a Turquia execute as suas ordens?
    Erdogan quer se tornar imperador do século XXI?
    Tags:
    imunidade parlamentar, liberdade de expressão, Departamento de Estado, Recep Tayyip Erdogan, Turquia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar