19:16 22 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 01
    Nos siga no

    O Escritório de Investigações e Análises para a Segurança da Aviação Civil da França (BEA, na sigla em francês) confirmou neste sábado (21) que foi detectada fumaça no avião da companhia aérea Egyptair antes de este cair no Mediterrâneo há dois dias.

    O porta-voz do BEA disse à agência de notícias ABC News:

    "Nós podemos confirmar que vimos mensagens do ACARS [sigla em inglês para o sistema digital de envio de informações entre a aeronave e as estações terrestres] do voo MS804, em que se diz que foi detectada fumaça no interior da aeronave. Nesta fase nós ainda não sabemos o que aconteceu a bordo. A nossa prioridade é localizar os destroços e as caixas pretas".

    Os especialistas notam que esta declaração pode apontar a possibilidade de falha técnica como causa do acidente.

    Na quinta-feira (19) um avião Airbus A320 com 66 pessoas a bordo (inclusive tripulação) desapareceu dos radares quando sobrevoava o mar Mediterrâneo, após entrar 10 milhas (um pouco mais de 30 quilómetros) no espaço aéreo egípcio. O voo MS804 fazia a rota de Paris (França) ao Cairo (Egito).

    O último contato com a tripulação do A320 foi registrado 10 minutos antes de seu desaparecimento dos radares.

    O vice-diretor da companhia aérea Egyptair, Ahmed Abel, informou que a tripulação do avião desaparecido às 23h26 (horário de Brasília), não informou sobre nenhum problema técnico ao deixar o aeroporto Charles de Gaulle, em Paris.

    Neste sábado o ministro das Relações Exteriores da Rússia Sergei Lavrov expressou suas condolências ao seu homólogo egípcio Sameh Shoukry por razão do acidente aéreo.

    Tags:
    Egito, França, EgyptAir, investigação
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar