10:13 19 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    O presidente russo, Vladimir Putin, durante encontro com o premier de Singapura,  Lee Hsien Loong, em Sochi

    Putin: União Econômica Eurasiática pode estabelecer zona de livre comércio com Singapura

    © Sputnik/ Alexei Druzhinin
    Mundo
    URL curta
    União Econômica Euroasiática (14)
    0 43191

    O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse nesta quinta-feira que o estabelecimento de uma zona de livre comércio entre a União Econômica Eurasiática (UEE) e Singapura poderia aumentar significativamente o volume de trocas comerciais.

    "Muitos dos nossos parceiros expressaram interesse em cooperar com a UEE. Nós ficaríamos felizes em considerar essa possibilidade com Singapura também", disse Putin durante um encontro com o primeiro-ministro singapurense Lee Hsien Loong em Sochi, onde acontece a cúpula Rússia-ASEAN (Associação de Nações do Sudeste Asiático) 2016.

    Segundo o presidente russo, o volume de investimentos bilaterais já está em alta. 

    A União Econômica Eurasiática é uma organização internacional formada por Armênia, Bielorrússia, Cazaquistão, Quirguistão e Rússia que prevê a integração econômica entre os seus membros. Até o momento, mais de 40 países expressaram o interesse de estabelecer uma zona de livre comércio com a UEE.

    Tema:
    União Econômica Euroasiática (14)

    Mais:

    Pela primeira vez desde 1949, líderes da China e Taiwan se reunirão em Singapura no sábado
    Rússia espera que UEE e Mercosul assinem acordo de cooperação em 2016
    Israel quer criar zona de livre comércio com União Econômica Euroasiática
    Opinião: Sérvia deve fazer escolha a favor da União Econômica Euroasiática
    Presidente quirguiz: Quirguistão lucrou com adesão à União Econômica Euroasiática
    Tags:
    comércio, União Econômica Eurasiática, UEE, Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN), Lee Hsien Loong, Vladimir Putin, Quirguistão, Cazaquistão, Bielorrússia, Armênia, Sudeste Asiático, Singapura, Sochi, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik