04:24 25 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    017
    Nos siga no

    O governador do estado venezuelano de Miranda, Henrique Capriles, pediu à Força Armada Nacional Bolivariana (FANB) que garanta a segurança durante a marca de oposição em Caracas.

    Por outro ado, o ministro da Defesa do país, Vladimir Padrino López, ressaltou que o objetivo dos militares é preservar a paz.

    “É preciso apelar ao juramento de cada soldado nestes momentos que o país vive. Não se coloquem ao lado da crise, coloquem-se ao lado dos venezuelanos. A mobilização é de caráter pacífico e devem protegê-la", disse Capriles em declarações publicadas pelo canal Globovisión.

    O dirigente da Mesa da Unidade Democrática, de oposição, disse ainda: “Dizemos à nossa FANB que está chegando a hora decisiva em que será preciso respeitar a carta magna.”

    Milhares de opositores marcham nesta quarta-feira, no centro de Caracas, para exigir do Conselho Nacional Eleitoral (CNE) que valide as assinaturas reunidas para um referendo que revoga o mandato do Presidente Nicolás Maduro.

    Padrino López, por sua vez, ressaltou que a principal tarefa da FANB é preservar a paz.

    “Essa é uma das tarefas das Forças Armadas, proteger a soberani de nosso país e preservar a paz. A cada dia devemos fazê-lo com maior compromisso”, disse o ministro durante uma jornada de “conscientização patriótica” da FANB, segundo o jornal “Noticia al Día”.

    Também está prevista para esta quarta-feira uma concentração de militantes e simpatizantes do Partido Socialista Unido da Venezuela, da situação, nos arredores do CNE, informou o canal Globovisión.

    Mais:

    Maduro denuncia possível intervenção estrangeira na Venezuela
    Venezuela nega retaliação ao afastamento de Dilma
    Serviços secretos dos EUA informaram sobre possível golpe palaciano na Venezuela
    Tags:
    Venezuela, Vladimir Padrino López, Nicolás Maduro, Henrique Capriles, proteção, militares, oposição
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar