00:41 26 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    119
    Nos siga no

    Um porta-voz do Departamento de Estado revelou à Sputnik que os EUA não pretendem interromper o diálogo com a Rússia sobre o cumprimento do Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário (Tratado INF), esperando obter avanços nesse tema ainda este ano.

    O descumprimento do Tratado INF tem sido uma acusação bastante frequênte entre a Rússia e os EUA. Nesta sexta-feira (13) o presidente russo Vladimir Putin decalrou que a implementação do escudo antimísseis dos EUA na Romênia e na Polônia representa uma "clara violação" desse acordo, já que as intalações desses sistema também podem ser utilizadas para o lançamento de mísseis de médio e curto alcance. Os EUA garantem que o sistema é incapaz de operar com esse tipo de míssil, mas se recusam a assinar qualquer documentação nesse sentido.

    "Procuramos maneiras de alcançar progresso sobre esse tema em 2016" – disse o representante do Departamento de Estado, destacando que os EUA já demonstraram abertura para esse diálogo.

    O porta-voz aproveitou a oportunidade para reiterar as acusações contra a Rússia  sobre "continuas violações" do Tratado INF, citando o relatório anual dos EUA sobre o cumprimento deste acordo. As acusações presentes neste documento, no entanto, foram tachadas de infundadas pelo Ministério das Relações Exteriores da Rússia.

    O Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário (Tratado INF) foi assinado em 1987 por Ronald Reagan e Mikhail Gorbachev. O documento obriga os EUA e a Rússia a não produzir, testar ou implantar mísseis balísticos e de cruzeiro terrestres, com alcance entre 500 e 5500 km. O tratado é considerado um dos símbolos do fim da Guerra Fria.

    Tags:
    EUA, Rússia, Departamento de Estado dos EUA, mísseis, Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário (INF), diálogo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar