07:45 05 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    239
    Nos siga no

    O Secretário-Geral da OTAN Jens Stoltenberg declarou nesta quinta-feira (12) que a aliança militar não está procurando confronto com a Rússia. Será que é assim?

    De acordo com o chefe da Aliança Atlântica, esta última está interessada em criação de laços mais construtivos com Moscou.

    "A OTAN não procura a confrontação com a Rússia, nós não procuramos uma nova Guerra Fria e nós vamos continuar a nos aspirar pelas relações mais construtivas com a Rússia," declarou ele a jornalistas.

    O encontro com jornalistas aconteceu após a reunião com o presidente da Romênia Klaus Iohannis.

    O sistema de defesa antimíssil Aegis Ashore na Roménia
    © flickr.com / US Army Corps of Engineers Europe District
    Cabe mencionar que no mesmo dia, 12 de maio, foi sendo realizada a cerimônia de inauguração do sistema de defesa antimíssil Aegis Ashore na cidade romena Deveselu.

    Neste respeito o presidente romeno notou que o evento "nada tem a ver com a Rússia" e não é dirigido contra ela.

    A OTAN aprovou a criação do sistema de defesa antimíssil na Europa, projetada pelos EUA, ainda em 2010, durante a cúpula da aliança em Lisboa.

    A Rússia já tem várias vezes mencionada a sua preocupação com o aumento da presença militar no leste da Europa, nomeadamente por parte da OTAN, e precisamente — ao longo das suas fronteiras, apesar dos acordos que reconheceram tais ações como provocativas e perigosas para a estabilidade regional e global. 

    Mais:

    Rússia tenta conter OTAN com mais esforços
    Tags:
    Defesa antimíssil (DAM), OTAN, Jens Stoltenberg, Rússia, Romênia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar