00:01 13 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    2213
    Nos siga no

    O presidente da Turquia Recep Tayyip Erdogan criticou a OTAN pela falta de presença militar no mar Negro, declarando que o local se torna num "lago dentro da Rússia".

    O líder turco chamou a Aliança Atlântica a aumentar a cooperação na região do mar Negro e expressou a esperança de que os resultados concretos aparecerão após a cúpula da OTAN, prevista para 8 e 9 de julho em Varsóvia.

    "É preciso tornar o mar Negro num mar de estabilidade. Eu disse ao secretário-geral da OTAN: vocês não ficam no mar Negro, por isso este se quase tornou num lago russo. Nós precisamos cumprir o nosso dever como países que têm saída para o mar Negro," disse Erdogan.

    A respectiva declaração foi feita durante o seu discurso frente aos chefes dos Estados-Maiores dos países balcânicos.

    Na próxima cimeira da aliança militar também será considerada a questão da adesão da Bósnia e Herzegovina e da Macedônia à OTAN, o que foi avaliado por Erdogan como um passo que “aumentará a segurança e a estabilidade”.

    Recentemente, o presidente da Ucrânia Pyotr Poroshenko apoiou a proposta da Romênia de criação de uma esquadra da Aliança no mar Negro, na qual poderiam participar, para além da Romênia, os EUA, a Alemanha, a Itália e a Turquia.

    Tags:
    OTAN, Recep Tayyip Erdogan, Rússia, Turquia, mar Negro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar