00:18 29 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    6251
    Nos siga no

    A entrada em vigor do acordo de criação da zona do comércio livre entre a União Econômica Eurasiática e o Vietnã se tornou um estímulo para o aumento do intercâmbio russo-vietnamita e dos projetos de investimento bilaterais. Inicialmente havia 12 projetos, agora já são bastante mais.

    “Foram adicionados mais 3 projetos, incluindo um de fornecimento de gruas de fabrico russo para o Vietnã. Agora existem 20 projetos, 15 dos quais estão sendo realizados por iniciativa da parte russa e 5 do Vietnã. Os prazos de realização variam mas o total de investimentos é cerca de 10 bilhões de dólares”, comunicou à agência Sputnik Vsevolod Vovchenko, chefe do Departamento da Região do Pacífico do Ministério do Desenvolvimento Econômico da Rússia.

    Uma parte deles pertence ao setor energético. Por exemplo, o projeto conjunto das empresas “Vietsovpetro” (Vietnã) e “Rusvietpetro” (Rússia). A primeira fez a descoberta de uma nova jazida de petróleo. A segunda empresa russa planeja colocar em funcionamento 26 novos poços de extração na parte europeia da Rússia.  

    Muitos projetos têm resultados positivos. Já começou a construção da usina termoelétrica Longfu-1 com a participação da empresa russa Silovye Mashiny. A capacidade de ambos os blocos constituirá 600 megawatts. Primeiro bloco deverá ser colocado em funcionamento em outubro de 2018, o segundo em fevereiro de 2019. O funcionamento da usina permitirá evitar a necessidade de redistribuição da energia elétrica da parte norte para a parte sul do país e manter a região sul sem falhas energia elétrica durante a seca.  

    Continua a cooperação na entrega das tecnologias ao Vietnã necessárias para o Mausoléu de Ho Chi Minh.

    Estão sendo elaborados planos de criação conjunta de uma empresa de construção naval no Vietnã e de três empresas da indústria ligeira na Rússia. Também se planeja a construção de um complexo de transporte e logística, com linhas ferroviárias e armazéns. Estão acabadas as negociações de organização da montagem de caminhões russos no território do Vietnã. Se registam resultados positivos nas negociações sobre o fornecimento de aviões russos Sukhoi Superjet 100 para o país. 

    A parte russa espera a promoção do projeto da construção da primeira usina atômica no Vietnã e está pronta para aumentar os fornecimentos de produção agrícola para o país. A Rússia também está pronta para redirecionar os seus fluxos turísticos de países do Oriente Próximo para o Vietnã.

    Mais:

    Rússia e Vietnã fecham parceria contra o crime internacional
    Vietnã acusa China de explorar petróleo em águas disputadas
    Tags:
    intensificar, empresas, projeto, cooperação bilateral, construção, Ministério do Desenvolvimento Econômico da Rússia, Vietnã, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar