00:05 25 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Presidente da Turquia Tayyip Erdogan. 16 de março, 2016

    Europa é 'refúgio seguro' para alas políticas de grupos terroristas, acusa Erdogan

    © REUTERS / Umit Bektas
    Mundo
    URL curta
    111

    O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, declarou nesta terça-feira (10) que os países europeus são “refúgios seguros” para as alas políticas de grupos terroristas.

    Em discurso realizado em Ancara, o chefe de Estado também disse que era uma "comédia negra" para a Europa querer dar sermões à Turquia sobre a mudança das leis antiterrorismo do país. 

    A UE deve mudar suas próprias leis sobre terrorismo em primeiro lugar, disse Erdogan, acrescentando que esperava de Bruxelas o cumprimento da promessa sobre a isenção de vistos para cidadãos turcos em outubro, no máximo. 

    Segundo a Reuters, a declaração do presidente turco mina as esperanças daqueles que pensam que se trata apenas de negócios, especialmente depois de o primeiro-ministro Ahmet Davutoglu ter anunciado sua renúncia na semana passada. 

    Davutoglu negociou o acordo sobre a crise migratória com a UE.

    De acordo com o jornal alemão Bild, vários países da UE estão de fato considerando um "plano B" para o problema dos refugiados se o pacto com a Turquia não vingar.

    No entanto, o Governo alemão desmentiu as informações. "Não há nenhuma razão para duvidar da implementação do atual acordo", disse um porta-voz do ministro do Interior, Thomas de Maizière. 

    A fonte acrescentou que o governo está fazendo todo o possível para cumprir suas obrigações. Portanto, um acordo alternativo está fora de questão".

    Notavelmente, porém, o presidente da Turquia ameaçou abandonar o acordo com a UE se Bruxelas não cumprir a sua parte do trato. No entanto, o bloco europeu pode não ser capaz de seguir adiante com a promessa de oferecer isenção de vistos para os cidadãos turcos no final do próximo mês de junho, depois de, no último dia 7 de maio, Erdogan ter deixado claro que Ancara não irá alterar a sua legislação antiterrorismo (um dos requisitos fundamentais para que a UE levante a barreira dos vistos).

    Mais:

    Manifestantes pró-refugiados usam explosivos na fronteira Itália-Áustria
    Mídia: um restaurante foi fechado em Colônia por causa de ‘Erdogan burger’
    Jornal holandês: ‘Erdogan espezinha liberdade de expressão na Europa’
    Imprensa alemã detona política de Erdogan contra liberdade de imprensa
    Tags:
    refúgio, alas políticas, grupos terroristas, leis antiterrorismo, lei antiterrorista, refugiados, isenção de visto, acordo, Thomas de Maizière, Ahmet Davutoglu, Recep Tayyip Erdogan, ilhas gregas, Grécia, Alemanha, União Europeia, Europa, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar