23:58 22 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    221
    Nos siga no

    Mohammed Hashemi, cidadão dos Emirados Árabes Unidos que se autoproclamou líder do Daesh no país, foi sentenciado a prisão perpétua pela Corte Suprema Federal dos EAU, segundo a imprensa local.

    Mohammed Hashemi, cidadão dos Emirados Árabes Unidos que se autoproclamou líder do Daesh no país, foi condenado a prisão perpétua por planejar ataques terroristas em Abu Dhabi, informou a imprensa local nesta segunda-feira.

    Segundo o jornal The National, Hashemi, 34 anos, foi condenado pela Corte Suprema Federal por vários crimes, inclusive o plano para colocar uma bomba no Circuito Yas Marina, onde é disputado o GP de Fórmula 1 de Abu Dhabi. Além disso, Hashemi foi acusado de planejar um assassinato, de fabricação de bombas e de financiar o grupo terrorista Al Qaeda.

    Em julho de 2015, autoridades dos EAU executaram a esposa de Hashemi por assassinar uma professora de creche americana no Boutik Mall, em Reem Island. Hashemi foi preso em 21 de novembro de 2014.

    Os Emirados Árabes Unidos fazem parte da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos que vem bombardeando postos do Daesh no Iraque a na Síria desde 2014. 

    Mais:

    Forças turcas eliminam 55 terroristas do Daesh em Aleppo
    Daesh toma controle de maior jazida de gás da Síria
    Militantes do Daesh atacam curdos iraquianos com arma química
    Tags:
    prisão perpétua, Daesh, EAU
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar