16:19 21 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Bandeira da OTAN é queimada durante protestos na Rússia

    Comandante da OTAN na Europa: aliança deve estar pronta para combater a Rússia

    © AFP 2019 / MAXIM AVDEYEV
    Mundo
    URL curta
    8118
    Nos siga no

    O novo comandante da OTAN na Europa, o general norte-americano Curtis Scaparrotti, disse que os membros da aliança militar devem estar sempre prontos para enfrentar as ameaças por parte da Rússia e dos terroristas.

    Ao discursar nesta quarta-feira durante a cerimônia de posse, na sede da OTAN em Bruxelas, o general disse que a aliança já está enfrentando “a Rússia em processo de renascimento, que busca se apresentar como uma potência mundial”. Ao falar de outras ameaças a serem observadas pelos membros do bloco, Scaparrotti também citou o terrorismo e a crise dos refugiados, para qual contribuem as instabilidades no norte da África e no Oriente Médio.

    “Para responder estes desafios, devemos sempre observar e aumentar o nível da nossa prontidão e mobilidade de modo a ter capacidade para combate hoje mesmo, se a contenção falhar”, declarou Scaparrotti, cujo discurso foi divulgado pela assessoria de imprensa do Pentágono. 

    O princípio e contenção militar e política é um dos princípios chave da estratégia dos EUA nas relações com a Rússia durante os últimos anos. 

    Scaparrotti substituiu no cardo de comandante da OTAN o general norte-americano Philip M. Breedlove, famoso por duros discursos endereçados a Moscou.

    Mais:

    Rússia tenta conter OTAN com mais esforços
    Resultados de Conselho Rússia-OTAN não incutem otimismo
    Rússia: OTAN quer agravar confrontação no Mar Negro
    Tensões OTAN-Rússia permanecerão durante dois anos no mínimo
    Rússia: OTAN precisa reduzir atividades militares próximas à fronteira se quiser dialogar
    Tags:
    OTAN, Philip Breedlove, Curtis Scaparrotti, EUA, Europa, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar