17:58 22 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Josh Earnest, secretário de imprensa da Casa Branca, em 3 de setembro de 2015

    Casa Branca espera a Rússia intervir politicamente na Síria para garantir o cessar-fogo

    © REUTERS / Yuri Gripas
    Mundo
    URL curta
    Trégua russo-americana na Síria (85)
    216

    A Casa Branca avalia que o cessar-fogo na Síria, entre fevereiro e abril, foi uma realidade graças à intervenção política russa, e espera que Moscou intervenha novamente, disse o porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest.

    “O presidente [dos EUA] teve uma série de oportunidades nos últimos 3-4 meses para reforçar ao presidente Putin a necessidade de convencer o regime de Assad a cumprir os compromissos, no contexto do fim dos combates, e a participar de modo construtivo das negociações políticas sob a coordenação da ONU”, disse Earnest aos jornalistas. 

    “Felizmente, o presidente Obama conseguiu convencer o presidente Putin a intervir, e por isso, durante muitas semanas, pudemos acompanhar a realização bem-sucedida do cessar-fogo, a respeito do qual muitos estavam céticos. Dessa forma, o presidente Putin já fez isso uma vez. Ele deve fazer isso novamente”, declarou o porta-voz da Casa Branca.

    Putin e Obama conversaram pela última vez por telefone, em 18 de abril, para discutir os aspectos relacionados ao cessar-fogo na Síria.

    O regime de cessar-fogo na Síria entrou em vigor no dia 27 de fevereiro. O cessar-fogo não  inclui as organizações terroristas Daesh e Frente al-Nusra (braço sírio da Al-Qaeda), bem como outros grupos armados, considerados como terroristas pela ONU.

    Tema:
    Trégua russo-americana na Síria (85)

    Mais:

    Churkin: Rússia e EUA estão dispostos a seguir trabalhando para reduzir tensões na Síria
    Lavrov revela detalhes exclusivos sobre encontro do Grupo Internacional de Apoio à Síria
    Lavrov exclusivo: aliados dos EUA tentam minar o processo de paz na Síria
    Rússia e EUA acham mecanismo eficaz para Síria
    Tags:
    cessar-fogo, Guerra Civil Síria, Bashar Assad, Vladimir Putin, Barack Obama, Josh Earnest, Síria, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar