14:51 24 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 41
    Nos siga no

    A Rússia mantém planos de construir um gasoduto para entregar gás natural ao sul da Europa através do Mar Negro, e a gigante Gazprom está pronta para cooperar com suas equivalentes, disse à Sputnik o ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov.

    O gasoduto South Stream foi suspenso pela Bulgária a pedido da Comissão Europeia em junho de 2014. Na ocasião, a CE considerava que o gasoduto não cumpria com os acordos do Terceiro Pacote Energético, que proíbe empresas de serem donas do gás e, ao mesmo tempo, operarem um gasoduto. O presidente russo, Vladimir Putin, então cancelou o projeto oficialmente em dezembro de 2014.

    “A rota sul não está descartada. Em algum momento de fevereiro, acho que a Gazprom assinou um memorando de entendimento mútuo com a Edison, da Itália, e a DEPA, da Grécia, para possíveis entregas de gás por meio de outros países e sob o Mar Negro à Grécia e, em seguida, à Itália”, disse Lavrov.

    O acordo de 24 de fevereiro revive o projeto Interconector Turquia-Grécia-Itália (ITGI), antigamente planejado como parte do Corredor de Gás do Sul.

    Mais:

    Síria quer participação da Rússia no seu setor de petróleo e gás
    EUA começam exportação de gás para a Europa
    Rússia: prorrogação do contrato de trânsito de gás com Ucrânia traz riscos
    Tags:
    gás, gasoduto, Gazprom, Sergei Lavrov, Grécia, Itália, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar