09:48 26 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Inspeção de misseis das caças na base aérea Hmeymim

    Base aérea aberta e transparente

    © AP Photo/ Ministério da Defesa da Rússia
    Mundo
    URL curta
    Retirada das forças russas da Síria (28)
    0 91

    Cerca de 100 jornalistas de 26 países chegaram à Síria para participar de uma viagem de imprensa organizada pelo Ministério da Defesa da Rússia.

    De acordo com o porta-voz do ministério, Igor Konashenkov, uns 400 jornalistas estrangeiros, além de 400 jornalistas russos conseguiram até o momento visitar a base aérea de Hmeymim, em operação desde setembro passado, para observar o trabalho do Centro russo para reconciliação síria.

    “É a sétima viagem de imprensa à Síria que temos organizado para a mídia estrangeira”, disse o brigadeiro Konashenkov ao receber os jornalistas na base aérea de Hmeymim, situada na província síria de Latakia (noroeste do país).

    O cessar-fogo mediado pela Rússia e pelos EUA entrou em vigor em toda a Síria em 27 de fevereiro com o apoio de Damasco. Mais tarde o centro russo para reconciliação síria foi inaugurado em Hmeymim para promover a adesão de comunidades de oposição no país ao regime de cessar-fogo. A Frente al-Nusra e o Daesh (Estado Islâmico), entretanto, não fazem parte do acordo.

    A Síria vive desde 2011 em estado da guerra permanente e, segundo os dados da ONU, já perdeu mais de 250 mil pessoas. As tropas do governo sírio combatem vários grupos rebeldes e organizações militares, bem como grupos terroristas, inclusive o Daesh e a Frente al-Nusra, ambos proibidos na Rússia.

    Tema:
    Retirada das forças russas da Síria (28)

    Mais:

    EUA aumentam fundos para treinar jornalistas no exterior
    Rússia e EUA acham mecanismo eficaz para Síria
    Rússia registra mais dez violações ao cessar-fogo na Síria
    Washington: trabalho conjunto com a Rússia evitou muitas violações da trégua na Síria
    Ahrar al-Sham e Yeish al-Islam tentam minar regime de trégua na Síria
    Tags:
    imprensa internacional, reconciliação, jornalistas, cessar-fogo, Daesh, Frente al-Nusra, Ministério da Defesa (Rússia), Igor Konashenkov, Hmeymim, Latakia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar