20:57 09 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    103
    Nos siga no

    Os Estados Unidos e a Rússia concordaram em criar, em Genebra, um novo grupo de monitoramento para supervisionar a implementação do regime de cessar-fogo na Síria, segundo anunciou o secretário de Estado dos EUA, John Kerry, nesta segunda-feira (2).

    "A Rússia e os Estados Unidos concordaram que haverá equipes adicionais, que trabalharão a partir daqui, em Genebra, em uma base diária, 24 horas por dia, sete dias por semana, a fim de tentar se certificar de que haja (…) uma melhor capacidade para fazer valer a cessação das hostilidades [na Síria]", disse Kerry em entrevista coletiva após conversações com o enviado especial da ONU para a Síria, Staffan de Mistura.

    Moscou e Washington alcançaram um entendimento sobre como avançar para tratar da situação de trégua na Síria, mas ainda há trabalho a ser feito, acrescentou o secretário de Estado.

    No começo do dia, o tenente-general Sergei Kuralenko, chefe do centro russo de reconciliação para a Síria, disse que as equipes russas e norte-americanas haviam acordado com Damasco e a oposição moderada síria o prolongamento do "regime de calma" em Ghouta Oriental, subúrbio a leste da capital síria, por mais dois dias, até a meia-noite do dia 4 de maio, hora local. Mais tarde, fontes militares sírias confirmaram a informação para a Sputnik.

    Mais:

    Síria: número de assentamentos que aderiram ao cessar-fogo chega a 85
    Defesa russa: Síria teve 8 violações do cessar-fogo em 24 horas
    Rússia envia 3,9 toneladas de ajuda a Aleppo, na Síria
    Exército Livre da Síria rejeita trégua em áreas específicas do país
    Tags:
    monitoramento, negociações de paz, trégua, cessar-fogo, regime de calma, Staffan de Mistura, John Kerry, Sergei Kuralenko, Damasco, Ghouta, Síria, Genebra, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar