23:52 17 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Extração de petróleo

    Analistas não previam tal aumento dos preços do petróleo

    © AP Photo / Hasan Jamali
    Mundo
    URL curta
    290

    De acordo com o jornal americano Wall Street Journal, os analistas estão surpreendidos com o recente aumento dos preços do petróleo.

    Abril foi o melhor mês do ano corrente no que diz respeito aos preços do petróleo, que subiram mais rápido do que era esperado por analistas e investidores.

    "A redução da produção [de petróleo] nos EUA, a diminuição dos lucros das empresas petrolíferas e a paragem da extração em todo o mundo aumentaram a esperança de que o mercado já não fique tão saturado", diz-se no artigo do WSJ.

    As cotações de futuros da marca Brent em abril aumentaram 20%, apesar de uma certa redução dos preços no início do mês. Os preços se restauraram 75% após, em fevereiro, terem atingido os mais baixos níveis em 13 anos.

    Enquanto muitos analistas não previam tal aumento de preços, os céticos opinam que o aumento será substituído em breve por uma nova queda. No entanto, mesmo as negociações não muito bem sucedidas realizadas em Doha não influíram nos preços de forma negativa.

    A edição sublinhou que a situação no mercado de petróleo pode mudar caso apareça de novo uma oferta excessiva até o momento em que o atual estoque se esgote. Em particular, isto pode acontecer se os preços do petróleo levarem as empresas petrolíferas a recomeçar os projetos suspensos.

    Mais:

    Mercado petrolífero pode substituir dólar por outra moeda
    Tags:
    economia, mundo, preço do petróleo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar