12:03 25 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    1211
    Nos siga no

    Os deputados da Assembleia Nacional da França aprovaram pela maioria dos votos a resolução da oposição com o apelo para abolir as sanções europeias contra a Rússia, o correspondente da Sputnik informou na quinta-feira (28).

    Participaram da votação 101 deputados da câmara baixa do parlamento francês. A resolução com o apelo de abolir as sanções conseguiu 55 votos positivos enquanto 50 são o mínimo necessário. 44 deputados votaram contra a decisão, mais dois se abstiveram da votação. 

    “É um milagre e uma grande vitória”, disse à Sputnik o membro da Comissão da Defesa da Assembleia Nacional da França, Nicolas Dhuicq.

    A União Europeia introduziu as suas sanções econômicas em relação à Rússia em 2014 após uma série de acontecimentos importantes na Ucrânia.

    A Crimeia tornou-se de novo uma região russa depois do referendo realizado ali em março de 2014, no qual a maioria dos habitantes da península votou a favor da reintegração à Rússia. As autoridades da Crimeia realizaram o referendo depois do golpe de Estado na Ucrânia de fevereiro de 2014, quando políticos solidários com as forças nacionalistas e russófobas chegaram ao poder. A Ucrânia ainda considera a Crimeia parte do seu território. O Ministério das Relações Exteriores russo declarou repetidamente que os habitantes da Crimeia votaram pela reintegração com a Rússia, o que plenamente corresponde ao direito internacional e à Carta da ONU e que a Rússia respeita esta escolha. Esta decisão é a realidade que deve ser tida em conta.

    Moscou respondeu às medidas restritivas proibindo a importação de uma série de produtos alimentares de países que impuseram as sanções.

    As autoridades da Rússia insistem que o país se aproveitou das sanções, que se tornaram um importante fator de crescimento econômico, fomentando o estreitamento dos laços com outros parceiros, nomeadamente com o Brasil. Já vários políticos e especialistas europeus admitiram o efeito negativo das sanções sobre as economias dos seus países.

    Tags:
    Rússia, França, Assembleia Nacional, sanções, resolução, abolição
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar