00:12 25 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    101
    Nos siga no

    Polícia investiga corpo encontrado em uma sala de reuniões da Apple, na cidade de Cupertino, nos EUA, na manhã desta quarta-feira.

    A delegacia da cidade de Santa Clara, no estado americano da Califórnia, não deu mais detalhes nem confirmou se o morto era funcionário da Apple, mas segundo relatos uma ligação telefônica foi feita para o número de emergência (911) às 8h38min locais. O incidente está sendo visto como suicídio.

    Na terça-feira, a Apple declarou sua maior queda em muitos anos. Pela primeira vez, houve queda nas vendas do iPhone, e a empresa sofreu ume desvalorização de 7% em suas ações.

    A Apple já foi bastante criticada por usar montadoras na China onde trabalhadores ganham o equivalente a US$ 260 por mês. Apenas em 2010, 18 funcionários tentaram suicídio saltando do alto de edifícios. Desses 18, 14 tiveram sucesso.

    Após as mortes, a empresa instalou redes de segurança em volta de seus prédios e contratou psicólogos. Em 2012, 150 funcionários subiram ao topo de uma das fábricas e ameaçaram cometer suicídio em massa como forma de protesto por más condições de trabalho.


    Mais:

    Snowden critica Obama em caso Apple-FBI
    Apple e Google são suspeitos de sonegação fiscal
    Apple vs FBI: Uma questão de direitos humanos
    Tags:
    suicídio, investigação, morte, Apple, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar