02:21 21 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Sede da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ)

    Rússia já destruiu 93% de suas armas químicas

    © East News / Peter Dejong
    Mundo
    URL curta
    273

    A Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ) informou que a Rússia está cumprindo todas as obrigações que assumiu no âmbito da Convenção sobre Armas Químicas.

    Ahmet Uzumcu, diretor-geral da OPAQ, sublinhou que o país já destruiu 93% do seu arsenal de armas químicas e mostrou esperança de que nos próximos anos o programa seja cumprido na totalidade.

    O diplomata turco fez a respectiva declaração durante a reunião com o ministro do Exterior russo, Sergei Lavrov, em Moscou.

    "A Federação da Rússia cumpre atualmente todas as suas obrigações no âmbito da Convenção [sobre Armas Químicas] no que diz respeito a destruição de estoques das armas químicas, já foram destruídas 93% e nós esperamos que nos próximo anos o programa seja cumprido" disse. 

    O diretor notou também que a Rússia desempenha um papel importante nesta área e lidera entre os países que também assumiram obrigações no acordo.

    Além disso, no âmbito do encontro entre Lavrov e Uzumcu deveria ser discutida a iniciativa russa sobre o combate ao terrorismo químico e a possibilidade de elaborar uma convenção a este respeito.

    A iniciativa foi apresentada pelo chefe da chancelaria russa durante a Conferência para o Desarmamento em Genebra em 1 de março, de acordo com informações da representante oficial da diplomacia russa, Maria Zakharova.

    A ideia principal da iniciativa é "aumentar o leque de instrumentos contra o terrorismo de que a comunidade internacional dispõe com um novo documento que está na interceção entre o desarmamento, a não proliferação das armas da destruição em massa e os esforços antiterroristas."

    Tags:
    armas químicas, OPAQ, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar