02:08 25 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Jihadistas de Frente al-Nusra affiliada a Al-Qaeda's entram na cidade de Alepo no norte da Síria

    Damasco responsabiliza Arábia Saudita e Jordânia por escalada do terrorismo na Síria

    © AFP 2018 / AMC / FADI AL-HALABI
    Mundo
    URL curta
    0 35

    A incapacidade da Jordânia e da Arábia Saudita de elaborar uma lista única dos grupos terroristas provocou a atual escalada do terrorismo na Síria. A informação é do chefe da delegação do governo sírio nas conversações sobre a situação no país em Genebra.

    “Tudo começou quando foi delegado à Arábia Saudita elaborar a lista dos que são opositores e os que não são, e dos que são terroristas e os que não são, e o resultado foi a participação de terroristas nas delegações em Genebra”, disse Jaafari. 

    Segundo o chefe da delegação do governo sírio, “hoje estamos pagando por esta postura da Arábia Saudita e Jordânia”. 

    Uma nova rodada de negociações sírias começou em 13 de abril, em Genebra, sendo composta pela delegação do governo da Síria e e o Alto Comitê de Negociações (ACN), formado pela delegação da oposição formada nos encontros em Moscou e Cairo. 

    A guerra civil da Síria já acontece há mais de cinco anos entre as forças governamentais e grupos armados da oposição e organizações extremistas como Daesh (Estado Islâmico) e a frente al-Nusra.   

    Mais:

    Sigilo: Pentágono não comenta diálogo com Moscou sobre envio de seus militares à Síria
    Merkel diz que líderes mundiais já reconhecem fragilidade da trégua na Síria
    Moscou constata degradação do diálogo pela paz na Síria
    Síria quer participação da Rússia no seu setor de petróleo e gás
    Tags:
    negociações, terrorismo, Jordânia, Arábia Saudita, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik