00:25 25 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Mexico Flag

    Anistia Internacional: Governo mexicano esconde a verdade sobre Ayotzinapa

    © flickr.com/ Rob Young
    Mundo
    URL curta
    321

    O relatório final dos peritos independentes da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) sobre o caso Ayotzinapa que deixou 43 alunos desaparecidos em setembro de 2014 revela a determinação do governo de esconder a verdade deste massacre. É o que afirma a Anistia Internacional nesta segunda-feira (25).

    "A determinação absoluta do governo mexicano em esconder a tragédia de Ayotzinapa debaixo do tapete parece não ter limites", disse o diretora para as Américas da Anistia Internacional, Erika Guevara-Rosas, em um comunicado após divulgação do relatório.

    Segundo ela, o governo de Enrique Peña tem a intenção de esconder o gráfico que envolve a polícia, as autoridades militares, municipais e pistoleiros do crime organizado, recusando-se a acompanhar todas as linhas possíveis de investigação, o tratamento das provas, a não-proteção ou apoio às famílias dos alunos", diz a organização não governamental. 

    A agência ativista de direitos humanos também questionou o governo do México, que teria recusado o pedido de prorrogação do mandato do Grupo Interdisciplinar de Peritos Independentes (IMCI, composto por cinco especialistas), e que nenhum funcionário federal participou da apresentação do relatório, apesar de ser convidado, como se fez no primeiro relatório, há seis meses.

    Com a ausência da apresentação oficial e o fim do mandato da CIDH, "as autoridades mexicanas estão enviando a perigosa mensagem de que qualquer pessoa pode desaparecer no México sem que nada seja feito sobre isso".

    Mais:

    Caravanas pelos 43 estudantes desaparecidos de Ayotzinapa cruzam o México por justiça
    Papa Francisco receberá famílias dos 43 estudantes desaparecidos do México
    Confronto entre policiais e gangue no México deixa pelo menos 45 mortos
    Tags:
    mortes, aluno, tragédia, Anistia Internacional, Ayotzinapa, México
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik