07:25 20 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    Universidade brasileira usa energia nuclear para esterilizar mosquitos Aedes Aegypti

    OMS espera propagação da zika

    Fernanda Carvalho/ Fotos Públicas
    Mundo
    URL curta
    Zika Vírus: Alerta global (77)
    0 11

    O número de infetados por zika na Europa pode aumentar consideravelmente, pois a temporada de mosquitos se aproxima, afirmam especialistas da Organização Mundial de Saúde.

    A OMS espera um grande aumento do número de infetados pela zika nos próximos meses em regiões que ainda não sofrem do vírus, na Europa em particular.

    Segundo Marie-Paule Kieny, da OMS, por causa da temporada de mosquitos que se aproxima da Europa, “a possibilidade de transmissão local do vírus, em combinação com a transmissão sexual, pode causar um aumento considerável do número de infetados pela zika e de suas complicações”.

    O vírus, transmitido por mosquitos, foi descoberto na primeira vez na floresta de Zika, Uganda, entre os macacos em 1947. Cinco anos depois já havia casos confirmados entre pessoas da Tanzânia e do Uganda. Os surtos da doença, causada pela zika, têm sido registradas na África, América do Norte e do Sul, Ásia e nos países do Oceano Pacífico.

    Embora a doença seja conhecida há 70 anos, passou a suscitar mais atenção depois da informação do Brasil de que o vírus zika pode causar microcefalia, uma malformação cerebral de recém-nascidos.

    É suposto que o vírus se transmita por mosquitos Aedes aegypti, existentes em florestas tropicais, que também transmitem a dengue e outras doenças. Entretanto, segundo a informação divulgada pelo jornal New York Times, 25 mil recém-nascidos são diagnosticados com microcefalia anualmente nos EUA, sem uma causa determinada.

    Tema:
    Zika Vírus: Alerta global (77)

    Mais:

    Estudo confirma ligação entre Zika e microcefalia
    Tags:
    dengue, vírus, Zika, OMS, Brasil, América do Sul, América do Norte, África, Europa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik