13:12 23 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 31
    Nos siga no

    Na Grécia prosseguem os protestos da mídia contra as medidas propostas pelos credores.

    Os jornalistas gregos decidiram estender por mais 4 dias a sua greve contra a reforma do sistema de aposentadorias proposta pelo governo. 

    Panos Kammenos
    © AFP 2021 / ANGELOS TZORTZINIS
    Os protestos dos jornalistas continuarão até 27 de abril, comunica a Federação Panelénica (POESY) de Sindicatos dos Jornalistas da Grécia.

    Os jornalistas saíram nas ruas para participar na greve de 48 horas contra as reformas, exigidas pelos credores internacionais, na quinta-feira (21) às seis da manhã, salientando a necessidade de mobilização urgente contra as restrições que afetam o bem-estar, as aposentadorias e os fundos de seguros setoriais. 

    “Os conselhos de Administração da Federação Panelénica do Pessoal na Mídia e Imprensa (POEPTYM)… decidiram prolongar a greve em  toda a mídia (jornais, mídia online, mídia televisiva, pública e privada, Secretariado Geral da Informação e Comunicação, agências noticiosas) das 6:00 da manhã  de 24 de abril às 6:00 de manhã 27 de abril”, diz uma declaração tornada pública na sexta-feira. 

    No dia 21 de abril, o ministro do Trabalho da Grécia, Georgios Katrougalos, disse que o governo grego chegou “em principal” ao acordo com os credores internacionais sobre os componentes da reforma, o que significa que o Governo apresentará nos próximos dias um novo pacote de medidas ao parlamento.

    Mais:

    Grécia pede ajuda da OTAN para conter fluxo de refugiados
    Refugiados se recusam a trocar Grécia por Letônia
    Tags:
    Grécia, Sindicato dos Jornalistas, Greve, reforma, manifestação, protestos, credores
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar