10:10 16 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Sombras de Secretário-Geral da OTAN Stolenberg e Comandante Supremo para Transformação General Palomeros

    Conflito territorial divide nações da OTAN

    © AFP 2017/ PAUL J. RICHARDS
    Mundo
    URL curta
    32119141

    Primeiro-ministro grego Alexis Tsipras disse hoje (22) que seu país não tolerará quaisquer ações de Ancara que violem a soberania no mar Egeu.

    O motivo de tais declarações do chefe do governo helênico foi a recusa da Turquia de permitir a entrada de navios da OTAN na zona marítima ao redor de algumas ilhas pertencentes a Atenas, reclamadas por Ancara. Os navios da Aliança foram enviados à região para exercer o monitoramento dos fluxos migratórios entre os dois países vizinhos.

    "A Grécia não tolerará quaisquer ações de Ancara que violem a nossa soberania," disse Tsipras durante o encontro com secretário-geral da OTAN Jens Stoltenberg, citado por jornal grego Proto Thema.

    Ele acrescentou ainda que Atenas continuará implementando esforços conjuntos com os outros membros da Aliança com vistas a fortalecer o potencial operacional da organização em toda a região do mar Egeu.

    Os países europeus estão procurando uma solução ao problema sério dos refugiados e migrantes, visto que a Grécia, que faz parte da UE, é o destino de milhares de pessoas que fogem do Norte da África e do Oriente Médio. A principal rota migratória passa pelo mar Egeu, que divide a Grécia e a Turquia.

    Mais:

    Turquia cria obstáculos para OTAN no sul da Europa?
    Ucrânia incentiva OTAN a aumentar presença no mar Negro
    ‘OTAN deve excluir Turquia da aliança por traição’
    Tags:
    reivindicações territoriais, crise migratória, disputa territorial, tensão, OTAN, Alexis Tsipras, Jens Stoltenberg, Mar Egeu, Turquia, Grécia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik