05:51 18 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Flores depositadas no local de assassinato de Boris Nemtsov

    Nada de novo? EUA querem aumentar pressão sobre a Rússia

    © Sputnik/ Ramil Sitdikov
    Mundo
    URL curta
    2172508

    Foi apresentada ao Congresso dos EUA uma resolução em que a administração norte-americana exige aumentar a pressão sobre a Rússia, para que os culpados do assassinato do político russo Boris Nemtsov sejam punidos.

    Um dos autores da resolução, Ileana Ros-Lehtinen, declarou, comentando a apresentação da resolução:

    “Boris foi assassinato frente ao Kremlin poucos dias após ter planejado tornar públicas as provas da intervenção militar russa na Ucrânia. As consequências da sua morte provocam grandes suspeitas, mas estas nunca foram investigadas como deveriam ser.” 

    A deputada dirige o subcomitê da Câmara dos Representantes dos EUA para o Oriente Médio e África do Norte.

    O outro autor da resolução, Eliot Engel, que integra o Comitê das Relações Exteriores do Partido Democrata, declarou que o documento também tem a ver com o aumento do apoio às organizações democráticas russas e estruturas da sociedade civil na Rússia.

    Lembramos que no dia 27 de fevereiro de 2015, Boris Nemtsov, que ocupou vários postos no governo russo dos anos 1990 e foi um ativista político de oposição nos anos 2000, foi morto a tiros no centro de Moscou, perto do Kremlin. 

    A reação oficial ao assassinato do político russo foi imediata. O presidente da Rússia, Vladimir Putin, informado rapidamente sobre o crime, apresentou condolências à família e aos amigos do político e deu ordem às autoridades de segurança do país que criassem um grupo investigativo misto, com participação do Ministério do Interior e do Serviço Federal de Segurança da Federação Russa (FSB, na sigla em russo).

    Mais:

    Investigação estabelece identidade do possível mentor do assassinato de Nemtsov
    Mídia: linguistas participarão na investigação do assassinato de Nemtsov
    Boris Nemtsov teria sido assassinado com duas armas diferentes
    Tags:
    investigação, Boris Nemtsov, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik