23:23 15 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Especialistas em armas químicas e biológicas

    Daesh planeja ataques com armas químicas por toda Europa

    © AFP 2019/ Daniel PIRIS
    Mundo
    URL curta
    205
    Nos siga no

    Terroristas do grupo Daesh (Estado Islâmico) pretendem executar ataques com armas químicas e biológicas no Reino Unido e em outros países europeus. A preocupação foi manifestada nesta terça-feira (19) pelos participantes de uma conferência de segurança internacional realizada em Londres.

    De acordo com o vice-chefe do Departamento de Contraterrorismo da Comissão Europeia, Jorge Berto Silva, o grupo terrorista busca o acesso a armas químicas, biológicos, radiológicas e nucleares.

    Já o vice-secretário-geral da OTAN Riscos de Segurança Emergentes, Jamie Shea, também observou que "é sabido que os terroristas estão tentando conseguir estas substâncias". 

    Os participantes da conferência indicaram que o Daesh vem desenvolvendo novos métodos para ignorar as medidas de segurança e realizar ataques.

    Além disso, o documento menciona que o grupo islâmico examina a possibilidade de utilização de bombas implantadas nos corpos de homens-bomba e usam veículos aéreos não tripulados.

    Anteriormente, o jornal alemão Bild informou que o Daesh estaria preparando ataques em praias da Europa. De acordo com o veículo, os serviços especiais da Itália teriam advertem que os militantes planejam se passar por vendedores ambulantes. Posteriomente, o periódico desmentiu esta informação. 

    O grupo terrorista Daesh, proibido na Rússia e em uma série de países, é considerado com uma das maiores ameaças à segurança internacional. 


    Mais:

    EUA concederão ajuda de $415 milhões aos curdos iraquianos para combater Daesh
    Daesh tenta recrutar jihadistas em agência de emprego na Suécia
    Ataque conjunto curdo-americano elimina líder do Daesh no Iraque
    Daesh está perdendo territórios, lucros caem 30%
    Tags:
    terrorista, armas químicas, Estado Islâmico, Daesh, Reino Unido, Europa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar