06:13 15 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    862
    Nos siga no

    O governo chinês condenou à morte um técnico de informática que vendeu 150.000 documentos com informações secretas de Estado a uma agência de espionagem estrangeira, segundo informou a AP.

    Huang Yu, funcionário de 41 anos de uma empresa de investigação, recebeu US$ 700.000 por entregar, entre 2002 e 2011, os documentos com informações militares e governamentais.

    O caso foi revelado como parte de uma campanha nacional de sensibilização sobre a segurança nacional. A emissora estatal CCTV disse que Huang Yu causou um dano "incomensurável" para as comunicações criptografadas empregadas pelo Partido Comunista Chinês, pelo governo, pelo exército e pelo setor financeiro do país.

    Mais:

    É oficial: espionagem 'governamental' é autorizada na Alemanha
    Procurador de Nova York: EUA continuarão perseguindo espiões russos
    China condenará à morte implicados em corrupção acima de $460.000
    Tags:
    informática, segurança nacional, setor financeiro, exército, governo, criptografia, informações secretas, pena de morte, espionagem, segredo de Estado, Partido Comunista Chinês, Huang Yu, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar