03:27 28 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    37482
    Nos siga no

    O Ministério da Defesa russo negou as alegações da mídia de que um dos seus Su-27 se teria aproximado "perigosamente" de um avião de reconhecimento dos EUA.

    “A informação publicada na mídia estrangeira sobre a alegada aproximação perigosa de um avião russo Su-27 da aeronave do reconhecimento norte-americana RC-135 sobre o mar Báltico não corresponde à realidade”, declarou o porta-voz do Ministério da Defesa, Igor Konashenkov.

    Segundo ele, em 14 de abril, as forças de plantão de defesa antiaérea no Mar Báltico detetaram um alvo aéreo que se dirigia em direção à fronteira russa a grande velocidade. “Para identificação do alvo foi colocado em alerta um caça da Força Aérea que, ao fazer o voo, definiu o objeto como o avião de reconhecimento norte-americano RC-135.

    Depois de um contato visual com o Su-27 russo, a aeronave americana mudou o seu curso, explicou o representante do ministério russo, acrescentando que o voo do Su-27 foi efetuado em conformidade com as regras internacionais.

    Nesta semana, outros episódios envolvendo aeronaves russas no Báltico causaram profunda irritação nos militares dos EUA. Washington informou que aviões russos Su-24 e helicópteros Ka-27 teriam sobrevoado “de forma agressiva” o destroier americano USS Donald Cook durante manobras na região, o que, para o secretário de Estado americano, John Kerry, poderia ter provocado um conflito real entre os dois países.

    Mais:

    Representante dos EUA reclama em Moscou de incidente com aviões russos no Báltico
    Tags:
    Su-27, Igor Konashenkov, EUA, Mar Báltico, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar