13:27 11 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    Pedido de impeachment de Dilma Rousseff (132)
    12511
    Nos siga no

    A razão terá sido a discussão realizada no Congresso dos EUA de um projeto que poderá levar o governo saudita a julgamento por alegada implicação nos atentados de 9/11.

    A respectiva informação foi divulgada pelo jornal The New York Times nesta sexta-feira (15).

    De acordo com a publicação, o ministro das Relações Exteriores saudita, Adel al-Jubeir, divulgou esta posição do seu país durante a visita a Washington em março do ano corrente. O diplomata sublinhou que a decisão pode abranger diferentes ativos e títulos, avaliados em cerca de 750 bilhões de dólares. Todos eles serão vendidos caso surja ameaça de seu congelamento por parte de tribunais americanos.

    A administração do presidente atual dos EUA Barack Obama tinha realizado negociações com congressistas tentando os persuadir da necessidade de rejeitar o projeto de lei. Obama argumenta tal necessidade pelas possíveis consequências diplomáticas e econômicas que tal aprovação poderá implicar.

    ​Além disso, o ex-senador americano Bob Graham, que tinha participado na investigação da tragédia ocorrida em Nova York em 2001, juntamente com a senadora do Estado de Nova York Kirsten Gillibrand, apelou o presidente Barack Obama para tornar públicas as últimas 28 páginas do relatório preparado em 2003 pela comissão do Congresso.

    De acordo com o jornal britânico Independent, estas páginas podem mostrar que altos funcionários da Arábia Saudita estiveram diretamente envolvidos nos atentados.

    Tema:
    Pedido de impeachment de Dilma Rousseff (132)

    Mais:

    Trudeau: Canadá irá honrar acordos para fornecer armas à Arábia Saudita
    Tags:
    finanças, investigação, 9/11, Adel al-Jubeir, EUA, Arábia Saudita
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar