11:23 24 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva

    Lula em vídeo: ‘Se impeachment passar, só vai agravar a crise’

    Ricardo Stuckert/ Instituto Lula
    Mundo
    URL curta
    Pedido de impeachment de Dilma Rousseff (132)
    1775

    Em vídeo divulgado nas redes sociais, o ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva gravou em Brasília nesta sexta-feira uma mensagem direcionada ao país e aos deputados sobre a votação do impeachment na Câmara, prevista para acontecer no domingo, 17.

    Após uma semana conversando com lideranças políticas, Lula destaca no vídeo a necessidade de garantir a democracia, com a certeza de que o impeachment vai ser derrubado na Câmara e alerta que se for aprovado não vai adiantar nada, só vai piorar a crise no país.  “Eu estou convencido de que o golpe do impeachment não passará. Derrubar um governo eleito democraticamente sem que haja um crime de responsabilidade não vai consertar nada. Só vai agravar a crise.

    "Ninguém conseguirá governar um país de 200 milhões de habitantes, uma das maiores economias do mundo, se não tiver a legitimidade do voto popular.”

    O ex-presidente ressalta ainda o esforço e o sacrifício feito para que o Brasil fosse respeitado e tivesse credibilidade diante do mundo, para ser reconhecido como um país sério, com instituições sólidas e confiáveis e  tudo se perder no domingo (17), para aqueles que traem o compromisso firmado nas urnas.  “Todo esse esforço pode ser jogado fora por um passo errado, um passo impensado, no próximo domingo. Os deputados têm de pensar com muita serenidade sobre isso. Uma coisa é divergir do governo, criticar os erros e cobrar mais diálogo e participação. Outra coisa é embarcar em aventuras, acreditando no canto de sereia dos que se sentam na cadeira antes da hora. Quem trai um compromisso selado nas urnas não vai sustentar acordos feitos nas sombras.”

    Ainda de acordo com lula, “Ninguém será respeitado como governante se não respeitar, primeiro, a constituição e as regras do jogo democrático, e que ninguém será respeitado se não prosseguir no combate implacável à corrupção.”

    O ex-presidente reafirma no vídeo que o processo do impeachment é um golpe, já percebido pela comunidade internacional e demonstrado também pelas diversas manifestações em defesa da legalidade em todos os cantos do país. Para Lula, “os atos alertam que, fora da democracia, o que vai exisitr é o caos e a incerteza permanente.”

    Lula encerrou dizendo que “o Brasil precisa de paz e de estabilidade para retomar o caminho do desenvolvimento”, e garante que mesmo não sendo ministro estará ao lado da Presidenta Dilma após “derrubada do impeachment” para ajudar a levantar o país. “Derrotado o impeachment, já na segunda-feira(18), independente de cargos, estarei empenhado, junto com a presidenta Dilma, para que o Brasil tenha um novo modo de governar. Nessa próxima etapa, vou usar minha experiência de ex-presidente para ajudar na reconstrução do diálogo e unir o país. O Brasil tem plenas condições de voltar a crescer, gerando empregos e distribuindo renda.”

    Lula pede aos deputados que confiem na palavra dele e mantenham a defesa da democracia, para derrubar o impeachment e encerrar de vez a crise no país, para juntos “fazer um Brasil cada vez maior e mais justo, com oportunidades para todos.” 


    Tema:
    Pedido de impeachment de Dilma Rousseff (132)

    Mais:

    Twitaço contra impeachment: #GolpeAquiNão entra para o 'trending' do Twitter
    Manifestação contra impeachment fecha divisa entre SP e PR
    Embaixadas em alerta por conta de manifestações durante processo de Impeachment
    Manifestações contra impeachment de Dilma bloqueiam vias em São Paulo
    Ao vivo: discussão do relatório que recomenda abertura do processo de impeachment
    Tags:
    impeachment, Câmara dos Deputados, Dilma Rousseff, Lula, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar