05:58 22 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Um grupo de soldados descansa em uma pausa entre os combates em Palmira

    São precisos 50 mil soldados para derrotar Daesh

    © Sputnik / Mikhail Voskresenskiy
    Mundo
    URL curta
    13213

    Em um programa televisivo do canal Fox News, o general norte-americano explicou como derrotar o Daesh, grupo terrorista que no espaço de três anos capturou amplos territórios do Iraque e da Síria e agora tenta se expandir para os países na África do Norte.

    Segundo o general aposentado e ex-chefe do Estado-Maior das Tropas Terrestres Raymond Odierno, a vitória sobre o Daesh pode ser alcançada por meio de uma operação terrestre, o que exige pelo menos 50 mil soldados. Odierno declarou que essas tropas devem ser uma coalizão que inclua não somente soldados norte-americanos, mas também de outros países. Entretanto, os EUA devem liderar esta coalizão.

    O grupo terrorista Daesh (proibido na Rússia e reconhecido como terrorista pelo Brasil) autoproclamou-se "califado mundial" em 29 de junho de 2014, tornando-se imediatamente uma ameaça explícita à comunidade internacional e sendo reconhecido como a ameaça principal por vários países e organismos internacionais. Porém, o grupo terrorista tem suas origens ainda em 1999, quando um jihadista de tendência salafita, o jordaniano Abu Musab al-Zarqawi, fundou o grupo Jamaat al-Tawhid wal-Jihad. Depois da invasão norte-americana no Iraque em 2003, esta organização começou a se fortalecer até se transformar, em 2006, no Estado Islâmico do Iraque. A ameaça representada por esta entidade foi reconhecida pelos serviços secretos dos EUA ainda naquela altura, mas secretamente, e nada foi feito para contê-la. Como resultado, surgiu em 2013 o Estado Islâmico do Iraque e do Levante, que agora abrange territórios no Iraque e na Síria, mantendo a instabilidade e fomentando conflitos.

    Tags:
    vitória, soldados, derrota, terrorismo, Daesh, EUA, Iraque, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik