18:15 17 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    015
    Nos siga no

    O presidente dos EUA Barack Obama declarou na quarta-feira (13), durante um discurso em Washington, que a Inteligência norte-americana têm observado um significativo aumento do fluxo de combatentes do Daesh (Estado Islâmico) em direção à Líbia.

    “Nós dificultamos, juntamente com os nossos parceiros, o acesso de terroristas estrangeiros à Síria e ao Iraque, mas estamos observando um aumento de combatentes do Daesh que vão em direção à Líbia. Continuaremos usando todo o arsenal de instrumentos disponíveis para erradicar o Daesh da Líbia. Nós ajudamos o novo, recém surgido, governo da Líbia, que trabalha para garantir a segurança de seu país” – disse Obama.

    Apesar disso, ele destacou que o número geral de militares que lutam pelo Daesh vem diminuindo drasticamente, sendo hoje o menor registrado nos últimos anos.

    “Pretendemos eliminar outros [líderes do Daesh] ao longo das próximas semanas” – acrescentou Obama.

    Ainda sobre o tema da Síria, ele destacou que, em termos gerais, o cessar-fogo já está sendo cumprido há seis semanas naquele país, e que, apesar de a situação ainda ser “tensa” em diversas regiões, os índices de violência diminuíram.

    “A trégua salvou vidas, mas, como podemos ver, em torno de Aleppo e outras regiões ela ainda está tensa. Observamos constantes violações por parte do regime [do presidente sírio Bashar Assad] e constantes ataques por parte da Frente al-Nusra” – explicou Obama.

    O líder destacou ainda que o cessar-fogo possibilitou o acesso de ajuda humanitária a uma série de regiões atingidas pelo conflito.

    Tags:
    Síria, EUA, Barack Obama, Daesh, terroristas, cessar-fogo, trégua
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar