08:05 23 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Police and Sheriff's Office Crime Scene Iinvestigators examine evidence at the scene of the investigation around an SUV where two suspects were shot by police following a mass shooting in San Bernardino, California December 3, 2015.

    Mídia: FBI usa hackers para acessar iPhone de terrorista

    © REUTERS / Mike Blake
    Mundo
    URL curta
    222

    O Bureau Federal de Investigação (FBI, na sigla em inglês) pagou hackers para acessar iPhone de terrorista, informou o jornal The Washington Post.

    Os especialistas de tecnologias digitais contratados pelo governo americano conseguiram achar um erro na programação do smartphone e acessar o dispositivo digital de um dos terroristas responsáveis pelos atentados de San Bernardino, na Califórnia, em dezembro passado.

    Por ter ajudado as autoridades, eles receberam “pagamento padrão único”, segundo o jornal.

    "O FBI hackeou o celular do organizador do atentado em San Bernardino com a ajuda de hackers profissionais, que acharam e entregaram ao Bureau a informação sobre pelo menos um erro antes desconhecido na programação do smartphone", informou, citando fontes próximas da situação.

    Ainda de acordo com o artigo, a informação obtida mais tarde foi usada para a criação de um programa que permitiu acessar o iPhone do terrorista. Enquanto isso, o sistema de segurança do aparelho sofisticado que poderia remover todos os dados falhou e não fez isso.

    Mais cedo, as autoridades dos EUA tentaram obrigar, através de uma ação penal, a empresa Apple a facilitar o acesso ao dispositivo do terrorista que matou 14 pessoas em dezembro de 2015.

    Mas a ação foi depois revogada pelo FBI, que anunciou ter conseguido hackear o celular sem a ajuda da Apple.

    Tags:
    hackers, terrorismo, iPhone, FBI, Apple, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar