06:49 14 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Sergei Lavrov, ministro de Relações Exteriores da Rússia

    Moscou afasta especulações sobre contratos russos na América Latina e defende a democracia

    © AFP 2018 /
    Mundo
    URL curta
    3151

    O chanceler russo, Sergei Lavrov, criticou a especulação midiática sobre o futuro dos contratos assinados por empresas russas com os países latino-americanos. Mais especificamente, ele referiu-se aos rumores de que na Venezuela "podem ser revistos os contratos com empresas russas" depois que a oposição alcançou a maioria parlamentar.

    Segundo a RT, o chefe da diplomacia russa enfatizou que "existe a prática internacional, os processos legais" em relação aos contratos da Rússia com seus parceiros estrangeiros. 

    "Damos as boas-vindas a qualquer resultado [proveniente] dos processos democráticos constitucionais de cada país", comentou o chanceler.

    Lavrov também evocou o exemplo da Argentina, que apesar da mudança de governo, deu continuidade ao diálogo com Moscou. "Do novo comando da Argentina ouvimos a confirmação do desejo de desenvolver ainda mais a cooperação em todas as direções coordenadas com o governo de Cristina Fernández de Kirchner", sublinhou o ministro das Relações Exteriores.

    "Por isso, exorto a não especular sobre estes temas, mas sim a se ater a princípios uniformes: os princípios do respeito, os procedimentos constitucionais democráticas de cada país", acrescentou o ministro russo.

    Mais:

    Moody's: América Latina seguirá sentindo impacto dos baixos preços das matérias-primas
    América Latina é mercado prioritário para fabricante russa de armamento
    América Latina terá novos centros de manutenção de helicópteros russos; Brasil inclusive
    América Latina se levanta contra golpe articulado no Brasil por interesses estrangeiros
    América Latina sofre nova onda de assassinatos de líderes sociais
    Tags:
    especulação, diplomacia, relações exteriores, governo, democracia, cooperação, comércio, relações, contratos, Sergei Lavrov, Moscou, Argentina, Venezuela, América Latina, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik