00:48 19 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Barack Obama, presidente dos Estados Unidos (EUA)

    Obama admite seu erro em intervenção na Líbia

    © AP Photo/ Gerald Herbert
    Mundo
    URL curta
    8617

    Obama admitiu que o maior erro de sua administração foi não planejar o resultado da intervenção na Líbia.

    O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, admitiu que a maior falha de seu governo foi não ter um plano para o que aconteceria após a intervenção liderada pela OTAN na Líbia.

    "Provavelmente (o maior erro) foi não planejar o dia seguinte para o que eu acredito que foi a coisa certa a fazer ao intervir na Líbia", disse Obama ao Fox News em entrevista exibida neste domingo.

    O líder americano disse também que a situação na Líbia após a derrubada do líder do país, Muammar Kadhafi, virou uma "bagunça".

    A Líbia vive estado de tumulto desde o movimento conhecido como Primavera Árabe, em 2011, que mais tarde levou a uma guerra civil e à derrubada de Kadhafi por extremistas islâmicos apoiados pelo ocidente.

    O governo Obama apoiou o uso de ataques aéreos na Líbia para garantir que rebeldes derrubassem Kadhafi após uma revolta em 2011. Desde a morte do ex-líder líbio, a influência de extremistas islâmicos no país vem crescendo constantemente.

    Mais:

    Obama pede ajuda a Putin e americano é libertado de prisão na Síria
    Obama: é preciso investir no desenvolvimento militar na Europa para se opor à Rússia
    Chefe da polícia de Nova York acusa Obama de ‘estupidez’
    Obama reconheceu mortes entre população civil em ataques de drones norte-americanos
    Obama: reintegração do Irã à economia mundial irá demorar
    Tags:
    planejamento, derrubada, erro, terrorismo, Primavera Árabe, OTAN, Muammar al-Gaddafi, Barack Obama, Líbia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik