16:59 13 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Jihadistas de Frente al-Nusra affiliada a Al-Qaeda's entram na cidade de Alepo no norte da SíriaJihadistas de Frente al-Nusra affiliada a Al-Qaeda's entram na cidade de Alepo no norte da Síria

    Jihadista canibal vira vítima de ajuste de contas entre extremistas

    © AFP 2017/ Fadi al-Halabi / AMC © AFP 2017/ AMC / FADI AL-HALABI
    1 / 2
    Mundo
    URL curta
    Campanha militar antiterrorista na Síria (132)
    162

    Três anos depois de comer o coração de um soldado sírio na frente de uma câmera, o comandante jihadista Abu Sakkar é assassinado por um grupo extremista rival.

    Em maio de 2013, surgiu na internet um vídeo perturbador mostrando um indivíduo cortando o coração do corpo de um soldado sírio morto e comendo o órgão ensanguentado. O indivíduo foi identificado como Khaled al-Hamad, conhecido também como Abu Sakkar.
    "Juro por Deus que vamos comer seus corações, vocês soldados de Bashar [Assad]. Vocês são cães. Deus é grande!" diz ele antes de cometer o ato de canibalismo. "Ó heróis de Baba Amr [um distrito da cidade síria de Homs]… vamos cortar os vossos corações para comer", acrescentou.

    Agora, de acordo com as informações apresentadas pelo Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH), o comandante Sakkar da Frente al-Nusra, ligada à Al-Qaeda, foi atingido por um bala durante um tiroteio com um grupo extremista rival:

    "A OSDH informa que a morte de Sakkar ocorreu em resultado de um ajuste de contas entre a al-Nusra e um outro grupo de jihadistas takfiri que opera na região".

    A guerra civil na Síria, iniciada em março de 2011, já resultou em mais de 4 de milhões de pessoas refugiadas e desalojadas, além de um número de mortos que, de acordo com a ONU, atinge 250 mil. No quadro deste conflito sangrento, o governo do país luta contra facções de oposição e contra grupos islamistas radicais como o Daesh (também conhecido como Estado Islâmico) e a Frente al-Nusra. Enquanto o cessar-fogo, que não se aplica ao Daesh nem à Frente al-Nusra, continua em vigor desde o dia 27 de fevereiro deste ano e é observado na generalidade, o Centro de Reconciliação Síria na base aérea de Hmeymim refere que a al-Nusra tem aumentado a sua influência.
    "Recebemos telefonemas sobre a intensificação de atividade dos grupos da Frente al-Nusra em Aleppo," anuncia o Centro. De acordo com as informações obtidas, um grupo de mais de 90 pessoas da povoação de Bshantara chegou ao distrito de Ashraf, o que indica que os terroristas eventualmente podem estar se preparando para um forte ataque."

    As negociações entre as partes envolvidas no conflito na Síria foram retomadas no dia 14 de março e ocorrem em Genebra. Até hoje não houve negociações diretas entre as delegações do governo e da oposição do país. Segundo a ONU, o início da próxima rodada está marcado para 11 de abril.
    "As eleições [para o legislativo] ocorrerão na Síria no dia 13 de abril, e alguns membros da delegação síria participarão das eleições. Por isso, só conseguirão chegar a Genebra a 14 de abril, mas as negociações, de qualquer forma, vão começar a 11 de abril," confirma o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Mikhail Bogdanov.

    Tema:
    Campanha militar antiterrorista na Síria (132)

    Mais:

    Líder da Frente al-Nusra é eliminado na Síria
    Pentágono treina militantes islâmicos na Síria
    Tags:
    jihadistas, tiroteio, Daesh, Frente al-Nusra, OSDH, ONU, Estado Islâmico, Mikhail Bogdanov, Aleppo, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik