10:27 23 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Manifestantes em Amsterdam defendem o voto contra a associação da Ucrânia com União Europeia

    Referendo: população holandesa votou contra a associação entre Ucrânia e UE

    © REUTERS / Cris Toala Olivares
    Mundo
    URL curta
    5224
    Nos siga no

    O referendo consultivo sobre o acordo de associação entre União Europeia e Ucrânia foi considerado válido e a população holandesa se manifestou contrária à ratificação do documento, informou a agência BNO News, que divulgou os resultados da votação em todos os municípios do país europeu.

    Segundo esses dados, 38,1% dos participantes do referendo votaram pela ratificação do acordo, 61,1% votaram contra. O comparecimento da população, após a contagem das cédulas em todos os municípios, foi de 32,2%. Para ser considerado válido, o referendo precisava contar com o mínimo de 30% de comparecimento.

    Os resultados completos da votação devem ser anunciados no dia 12 de abril.

    Mesmo com a vitória do “não” no referendo, o acordo de associação continuará a ser implementado no âmbito da criação de uma zona de livre comércio, que é de competência supranacional da União Europeia. O acordo somente pode ser revogado pelo Conselho Europeu, o que é pouco provável, tendo em vista os interesses geopolíticos do bloco.

    O ministro das Relações Exteriores da Holanda, Bert Koenders, em entrevista à agência Sputnik, lembrou que o referendo é consultivo. Com a população contrária à adesão da Ucrânia ao bloco europeu, o parlamento holandês deverá convocar uma reunião para avaliar os resultados e realizar uma nova votação referente ao acordo.

    Mais:

    Ministro holandês fala à Sputnik sobre associação da Ucrânia à UE (VÍDEO)
    Holanda decide se associa com Ucrânia
    Premiê de Holanda se opõe à entrada da Ucrânia à UE
    Ucrânia pretende minar referendo na Holanda usando 'jornalistas locais'
    Empresa da Holanda vai produzir papel higiênico ‘antiucraniano’
    Tags:
    referendo, Bert Koenders, Holanda, União Europeia, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar