23:40 28 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    2292
    Nos siga no

    Pequim colocou no serviço o novo farol numa das suas ilhas artificiais reclamadas por vários países da região no mar da China Meridional.

    Como o sinal da sua influência crescente nas ilhas disputadas no mar da China Meridional, Pequim anunciou ter completado a construção do farol no recife de Zhubi no arquipélago disputado de Spratly, informou a mídia nesta quarta-feira (6).

    De acordo com a agência noticiosa chinesa Xinhua, o Ministério do Transporte realizou uma cerimônia para comemorar o fim de construção da instalação de altitude de 55 metros.

    “O farol emite uma luz branca à noite e tem o alcance de 22 milhas náuticas”, disse a Xinhua.

    Navios chineses Qiandaohu e Yiyang entram no porto de Gdynia, Polônia, outubro de 2015
    © AFP 2020 / ADAM WARZAWA / PAP
    A estrutura é equipada com um sistema de identificação automática e estações de grande frequência que ajudarão a prestar serviço de navegação eficiente como referência de posição e informações sobre a segurança de navegação.

    Em 2015, o Ministério do Transporte da China anunciou os planos para construir uma série de faróis polivalentes nas ilhas Spratly visando melhorar segurança naval na área.

    A China e uma série de outros países, incluindo o Vietnã, Taiwan e a Malásia, reivindicam a sua soberania sobre centenas de ilhas e recifes no mar do Sul da China.

    Pequim reivindica a soberania sobre as ilhas Spratly e sobre a zona de 12 milhas náuticas que as rodeia, mas Washington tem persistentemente desafiado as autoridades chinesas com patrulhas no entorno das ilhas, alegando ter direito à liberdade de navegação.

    Tags:
    disputa territorial, ilhas artificiais, instalação, farol, Ilhas Spratly, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar