08:58 21 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Presidente da parte russa do Conselho Empresarial dos BRICS, Presidente da Camara de Indústria e Comércio da Rússia Sergei Katyrin

    BRICS anunciam filosofia positiva de cooperação

    © Sputnik / Sergei Piatakov
    Mundo
    URL curta
    7201

    Apesar das previsões de nossos "benfeitores" que o formato BRICS está prestes a morrer, continuamos hoje o fortalecimento decisivo da nossa parceria. Nessas condições é dificil sobrestimar o trabalho proferido pelo Conselho Empresarial dos nossos países, que mostraram a sua capacidade de aproveitar do caráter complementar das economias dos BRICS.

    Os presidentes dos Conselhos Empresariais nacionais dos BRICS, reunidos hoje (6) em Moscou, avaliam positivamente os resultados da sua cooperação durante a presidência russa no grupo, que coincidiu com um período difícil na política mundial, caraterizado pela diminuição de atividade econômica e agravamento dos desafios a paz e segurança internacionais. A troca de visões sobre perspectivas do trabalho neste formato estava na agenda entre outros temas.

    "Qualquer que seja a situação econômica global, o grupo BRICS vai representar um projeto essencial de cooperação econômica e política, pois não limita-se por projetos só, mas tem por base a filosofia positiva de cooperação", disse o vice-diretor do Departamento de Planejamento Diplomático da chancelaria russa.

    Adiantando os planos do seu país, que preside o bloco agora, o chefe da delegação indiana, Onkar Kanwar, defendeu a necessidade de organizar trabalho "de maneira inclusiva, assim como colaborar entre todos os mecanismos de conselho". Algumas críticas dele foram dirigidas à falta de instrumentos de cooperação e financiamento por parte do Novo Banco de Desenvolvimento dos BRICS."

    "Até agora a cooperação com o Novo Banco de Desenvolvimento foi limitada, é essencial que seja intensificada. Pretendemos dar prioridade a elaboração dos projetos em parceria com o Banco dos BRICS", disse Kanwar.

    O indiano sublinhou ainda a necessidade de continuar com os projetos já existentes, coordenar as atividades das agências nacionais de promoção de investimentos, tirando barreiras de investimentos comerciais entre os países.

    Já o delegado chinês promove a ideia de transformar os desafios apresentados por preços baixos de materia prima em oportunidades de desenvolver setor de empresas pequenas e médias nos países do bloco e anuncia planos de criar um mecanismo correspondente.

    A criação do Novo Banco de Desenvolvimento dos BRICS foi anunciada na cúpula do grupo em Fortaleza, no Brasil, em 2014. Em 2015, a ideia se solidificou e o banco obteve uma sede, em Xangai (China). O principal objetivo da entidade será financiar projetos de infraestrutura nos países-membros do grupo BRICS e em países emergentes.

    Mais:

    Próxima cúpula do BRICS será realizada em Goa em 15-16 de outubro
    Qual é a 'realidade nova' na economia russa?
    BRICS pagam mais e ampliam seu poder de decisão no FMI
    Vice-presidente do NBD: ‘Sustentabilidade é o foco do Banco dos BRICS’
    Tags:
    BRICS, Banco de Desenvolvimento, Banco dos BRICS, Banco de Desenvolvimento do BRICS, BRICS, Sergei Katyrin, Moscou
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar